BS na Escola - Iniciativa Jovens Vingadores


Avante, Jogadores!

Neste último final de semana, 26 de Novembro, aconteceu o projeto piloto do: BS na Escola, projeto este que visa ensinar e divulgar o card game Battle Scenes nas diversas regiões do interior Paulista, a começar pela cidade sede, Jundiaí.


BS NA ESCOLA
Iniciativa do Jogador e Professor Leandro "Leozão" Silveira, o projeto Piloto reuniu diversos adolescentes do 9º ano da Escola Estadual Bairro Fazenda Grande que se reuniram em uma área reservada com mesas e cadeiras, na escola.

O evento contou também com a participação, como instrutores, dos Jogadores William  "Japa" Venancio e Ulisses "Lissão" Albuquerque, este que vos escreve.


Antes de iniciar, cada aluno recebeu um deck composto por 60 cartas, segundo as regras oficiais de Battle Scenes. Distribuímos diversos decks interessantes como Irmandade  de mutantes, Inumanos, deck de Vilões, deck dos X-men, deck dos vingadores com SHIELD, deck dos Defensores, todos eles com habilidades, suportes e cenários que complementassem as estratégias para os personagens daquele deck.

Optamos em montar os deck do que simplesmente entregar centenas de cartas sem qualquer relação habilidade/personagem, como já vi em outros projetos de novos jogadores, assim o resultado seria melhor no conceito de imersão e compreensão por parte dos jogadores que recebiam um deck pronto para ser utilizado.

Iniciamos com uma rápida palestra sobre o que era o card game, o universo de pano de
fundo, os tipos de cartas e personagens, dos filmes e quadrinhos da Marvel, que iriam encontrar. Mas o aprendizado de verdade aconteceu quando sentamos todos e acompanhamos uma partida entre eu, Ulisses, e um dos alunos, onde os demais observavam atentamente cada jogada e movimentação.

Após a partida explicativa, cada um dos jogadores sentou afrente de um outro jogador para iniciarem suas partidas, sempre com o auxilio de um dos três instrutores presentes.



LEITURA E INTERPRETAÇÃO
Muitas dúvidas interessantes surgiram no decorrer das partidas, e os alunos entenderam conceitos como o Dano Penetrante ignorar o Escudo ou textos como: O Alvo ganha -1 de escudo. Esta carta causa 2 pontos de dano, para saber quantas cartas iriam descarregar do alvo.

Em outros casos os novos jogadores simplesmente perguntavam o que a carta fazia, sem ler o texto indicativo.
Nestes casos nossos incentivo sempre era: LEIAM TEXTO DA CARTA! ao invés de simplesmente responder o que ela fazia, pois o texto continha  a descrição de seu efeito

A interpretação era fundamental, como em um exercício de matemática ou Física, para entender a equação de dano de algumas cartas, algo como: Esta carta causa 3-X pontos de dano no alvo. X é igual ao estágio de capacitação do Alvo.
Logo o novo jogador era forçado a interpretar o que era o estágio que o alvo se encontrava afim de substituir aquele valor na pequena equação.


Certo momento, os alunos, respeitosamente, já estavam me chamando de PROFESSOR, por estar instruindo-os e orientado sobre cada efeito.



APOIADORES
Foram criados um total de 12 decks, perfeitos para jogo. Distribuído 10 deles, conforme participantes, os decks foram feitos com cartas de nossa coleção pessoal e também criados e cedidos pela loja Toledo's Toys que fez questão de fornecer os banners para decoração do ambiente, além de sortear entre os participantes 2 cartas super raras do Sr. Fantástico e Fantásticarro para incentivar os novos jogadores.




PARA PAIS E EDUCADORES
Muito mais do que um jogo de cartas com personagens de quadrinhos, todo card game, assim como outros jogos, incluindo jogos de tabuleiros e também video-games, são ótimas
ferramentas para o desenvolvimento do raciocínio lógico, para jovens nessa idade.

Um dos elementos que deve ser considerado em uma partida de Battle Scenes é a leitura e interpretação dos textos encontrado nas cartas. Estes vão determinar o que pode ou não pode fazer e seus resultados em jogo.

A tomada de decisão também é outro exercício, pois pode determinar o qual eficaz será o efeito de maior dano em uma carta do oponente ou desencadear efeitos vantajosos na partida. Uma má escolha, em jogo, pode fazer com que o efeito não seja tão eficiente.


Os criadores do jogo, atentos ao publico infanto-juvenil, tomaram cuidado até com o uso de certas palavras como o caso da palavra nocauteado, para indicar que uma carta/personagem não está mais em jogo, no lugar de derrotado, destruído ou morto.


Alguns desses elementos como, raciocínio, tomada de decisão, leitura e interpretação pode ajudar estes adolescentes em atividades escolares, como em outros momentos da vida.


Nota do Autor
Apenas criticar esta geração dizendo que eles não leem livros ou querem tudo "mastigado" não é nem de longe a forma de reverter esta situação. O incentivo, através do entretenimento, é a melhor ferramenta para criar o abito da leitura. Mas ela deve ser iniciada com leitura de coisas que essa geração gosta, como quadrinhos de super heróis, revista sobre carros, tecnologia e outros temas de interesse destes jovens e não empurrar, goela abaixo, um livro de 319 páginas escrito em 1572, como Os Lusíadas de Luís Vaz de Camões, como sendo "importante" para a formação destes jovens. Este tipo de leitura vai ser despertada com o tempo e maturidade ou em alguns casos distanciá-los do prazer da leitura.


Abrigado aos visitantes. Prometo que vou começar a focar mais em textos com conteúdo fvoltado para o jogo com algumas estratégias e dicas, assim como deck lists para ajudar o pessoal a montar um deck par aa próxima temporada.



Comentários

  1. Não tenho palavras para descrever essa iniciativa. Simplesmente espetacular.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um prazer usar o BS para esta iniciativa.
      grato pela divulgação e apoio.

      Excluir
  2. show Ulisses, e q mais pessoas abracem essa ideia por todo país!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por estar conosco

      baita projeto. tamo junto

      Excluir
  3. Simplesmente SENSACIONAL! Parabens pela iniciativa e que se espalhe pelo Brasil todo...não só pela divulgação do jogo, mas como instrumento de aprendizagem aos jovens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, será fantastico que outros grupos adotem a ideia. Se souber d eoutros g=casos terei o maior prazer em postar aqui sobre.

      Excluir
  4. Ótima iniciativa, parabéns a todos os envolvidos, muito sucesso para vcs, e aceito futuros convites para torneios e eventos do genero ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Guilherme,
      Quem sabe dessa nova turma não saiam futuros grandes jogadores, como você, para participar dos torneios de BS.
      abraços

      Excluir
  5. Parabéns cara! Tenho uma pergunta: Também sou professor e gostaria de aplicar algo parecido aqui em São Paulo. Você permite a utilização deste texto como base para "convencer" pais e diretores? Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá, Obrigado.
      pode usar o texto e a ideia para utilizar em seu projeto.
      costumo ir para SP nos finais de semana. Será um prazer ajuda-los.
      voltamos a falar

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas