Talking About – “Afiando o deck...”




Olá Galera!!!

Hoje vamos falar um pouco mais sobre deck, mais especificamente sobre desenvolvimento do deck.



Ok, Vamos Lá!!

  Aqui em Jundiaí (como em qualquer lugar), temos Players que não acompanham o nível do próprio deck e Players que já passaram o nível do deck. Julgo não ser bom para o desenvolvimento do jogador investir em demasia no deck (pois continuará perdendo partidas com um deck TOP), como também não é promissor para um jogador em potencial  jogar com SALTITAR no deck. O nível do deck e do Player devem “andar juntos” (quando o jogador atingir certo nível no BS, ele poderá montar deck’s com ideias bem definidas a custo (R$) muito baixo e vencer torneios contra grandes oponentes). Bom, mas vamos falar sobre desenvolver o deck.

Pontos básicos do deck:

- IDEIA/PROPOSTA DO DECK
- PONTO FORTE
- PONTO FRACO
- RECURSOS OFENSIVOS
- RECURSOS DEFENSIVOS



  
Falando de IDEIA/PROPOSTA DO DECK, digo que podemos manter um deck baseado em uma ideia (Ex.: Deckagem), ou de algum personagem ou grupo de personagens que você gostaria de usar (Ex.: Eu (Airon) não consigo mais montar um deck pra eu usar, que não jogue com WAR MACHIINE, gosto muito deste personagem, assim, sempre parto dele!) Monte um deck coerente com as habilidades desejadas, com relação com as habilidades do personagem ou grupo escolhido.

  Quando mencionamos o PONTO FORTE, é o que você faz de melhor, seja antecipar, destruir tudo, “deckar” etc. É o que o deck faz com frequência ou facilidade.

  Em relação ao ponto fraco, é aquela situação de jogo ou carta (usado pelo oponente) que sempre “te ferra”, prejudica demais sua partida ou faz com que você perca partidas com frequência.

  RECURSOS OFENSIVOS:  São cards (Normalmente CENÁRIOS ou SUPORTES) que desarmam, desembaraçam, que “Resolvem” a partida  ou atribuem muita vantagem ofensiva. Exemplo: G.IMOLADORAS, E. CERTEIRA, C. AUTOMÁTICO, S. COLETIVA etc.

  RECURSOS DEFENSIVOS: Também conhecidos como “Cards de defesa” (eu sei, parece besta! rs) normalmente protegem de antecipações. Exemplo: FOGO CRUZADO, SEM TRÉGUA, PLANAR INVISÍVEL, INVOCAR O RELÂMPAGO, ESCONDERIJO SECRETO etc. Podemos colocar ainda CIRCUDAR e ATRASAR nesta categoria.



  Todos os pontos básicos estão presentes em todos os deck’s e mais que tenta-los corrigi-los precisamos primeiramente, conhecê-los.

  Depois de jogar muito com o deck e entende-lo, devemos (em resumo) partir para os defeitos (Em alto nível, os defeitos são mais decisivos do que as qualidades, um erro na estrutura do deck ou em uma decisão no desenvolvimento da partida é uma variável mais relevante que os acertos dos respectivos Players). A dica é atentar para os pontos fracos do deck e melhorar/aumentar os recursos defensivos do baralho em si (nesta etapa um amigo ajuda muito, pois, por ser você o criador do deck, você estará condicionado a não ver certos defeitos do seu próprio deck).

  Estas ferramentas me ajudaram a conseguir bons resultados com um deck de SUPER FORÇA (PURO), com poucas ou nenhuma antecipação (sendo que muitos julgam absurdo jogar sem antecipação ou mesmo de SUPER FORÇA). Ao contrário do que dizem por ai, (referindo-se ao deck) “ele está em constante evolução e você nunca irá termina-lo”, creio que com essas ferramentas pode-se sim, "fechar" um deck em alguns meses, pois teremos sempre um número finito/limitado de cards a disposição.

Espero que seja útil!!!


Vamo que vamo!!!




Comentários

  1. é mais ou menos essa ideia que uso para montar meu deck, como ele vai funcionar, qual seria a melhor escolha contra tal deck , o que ele vai me favorecer contra tal deck.... mas o fundamental é treina com ele e mto... sem treinar vc não consegue entender o seu deck e nem saber oq ele poderá te ajudar ..... mto bom topico

    ResponderExcluir
  2. Legal! Que bom que gostou! Tenho a mesma opinião, conhecer com exatidão o próprio deck é o ponto que tem a maior importância isolada.

    Airon Toledo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas